Posso fazer PIX para quem não tem PIX? E agora?

Será que eu posso fazer pix para quem não tem pix? É possível fazer isso sem que a pessoa ou o próprio titular tenha uma chave?

Anúncios

Essa é uma das formas de transferência de dinheiro mais utilizadas no Brasil inteiro. Esse tipo de transferência foi lançado em 2020, mas em março de 2021 já haviam mais de 50 milhões de chaves cadastradas, segundo o Radar Febraban 2021.

Ainda segundo a pesquisa Febraban de tecnologia bancária de 2022 – volume 3: transações bancárias, foram feitas mais de 4,5 bilhões transações bancárias neste formato em 2021

E hoje vamos responder “Posso fazer pix para quem não tem pix?”, conhecer mais sobre essa forma de transação e suas caracteristicas.

O que é o pix e como funciona?

Se trata de um novo formato de transação bancária que existe desde 16 de novembro de 2020. E desde então vem sendo amplamente utilizado por todos os brasileiros.

Ele faz o pagamento instantaneamente do titular para o destinatário, independente da hora em que estiver sendo feito.

Anúncios

Diferentemente de transações como TED e DOC que precisam ser feitas em dias úteis dentro do horário certo. O pix está disponível para qualquer um que precise durante as vinte quatro horas por dia, nos sete dias da semana.

Para que você possa fazer o PIX é necessário que se tenha uma chave, que pode ser feita diretamente pelos aplicativos de instituições financeiras.

Pessoas físicas podem cadastrar até 5 chaves, enquanto as empresas podem ter até 20 chaves diferentes para uso.

Para criá-la, basta selecionar a opção no aplicativo do seu banco e escolher se quer uma chave aleatória, por e-mail, telefone ou CPF, para o caso de pessoas físicas.

E para que as pessoas possam fazer as transferências para seu pix, elas vão precisar saber a sua chave e o mesmo se aplica para que você realize transferências para outras pessoas.

Fique atento para o nome que aparece ao cadastrar a chave Pix para que não acabe fazendo uma transferência errada.

Posso fazer pix para quem não tem pix?

Depois que o Banco do Brasil criou esse novo sistema para transferência de dinheiro, fica difícil achar alguém que ainda não tenha a sua própria chave, mas existem casos assim de pessoas que não se adaptaram ou optaram por não criar.

Mas então como posso fazer pix para quem não tem pix? Essa é uma dúvida que muitos ainda têm, seja por necessidade ou por curiosidade. A resposta é que existe essa possibilidade.

Na verdade, as chaves realmente facilitam as transações, já que são simples e geralmente são seus dados pessoais. Mas ela não é necessária para que se faça a transferência!

Esse procedimento pode ser feito no próprio aplicativo do seu banco, e ao selecionar a opção dePix, você verá que pode ser por chave ou banco.

Nesse caso, a transferência será feita como se fosse um DOC ou TED, sendo assim você precisa adicionar todos os dados do destinatário, como banco, agência, CPF e nome.

Depois disso basta finalizar e a sua transferência será feita de forma instantânea e prática. Simples não é?

O mesmo vale se você não possuir uma chave, ou seja, também é possível fazer a sua transferência gratuita e sem ter que esperar um dia útil inteiro.

É possível parcelar o pix?

E depois de esclarecer alguns pontos, podem surgir mais dúvidas, como por exemplo, se é possível fazer um pix parcelado.

Hoje em dia, além de transação o pix também pode ter a função de troco ou saque, e recentemente alguns bancos passaram a oferecer também o pix parcelado no crédito.

É uma modalidade criada pelos próprios bancos e não pelo Banco do Brasil, mas eles estudam a possibilidade de criar um Pix Garantido, que teria um uso semelhante ao parcelado.

Para que se possa fazer um pix parcelado, os usuários poderão escolher a quantidade de parcelas, que vão de 1 até 12x e contém juros sobre os valores.

E quando é feito pelo cartão de crédito, ele não é debitado da sua conta de débito como normalmente, ele vai constar como uma compra no seu cartão, mas fique atento que cada banco possui juros diferentes.

Atualmente, os bancos que oferecem o pix parcelado no cartão de crédito são Digio, Nubank, Recarga Pay e o Banco Pan.

Como funciona o juros?

Mas é claro que antes de fazer a transação, você poderá simular as parcelas e as tarifas de juros que serão cobrados, para que não seja pego de surpresa de nenhuma forma.

Vale lembrar que você deve consultar o seu banco antes, já que não é algo oficial do Banco do Brasil, então as instituições financeiras têm liberdade de escolher seus juros.

E eles podem ser de 2% a 3% do valor por mês, o que pode fazer a diferença no seu valor final.

Vantagens do pix parcelado

Essa modalidade também apresenta algumas vantagens para os seus usuários, como por exemplo os juros. Que mesmo que existam, eles ainda são mais baixos que empréstimos e em cartões de crédito.

Antes de decidir se vai fazer um parcelamento ou não, você precisa ter certeza de que ele vai valer a pena.

Para isso considere se o produto tem desconto em comparação ao preço original, isso seria um ótimo benefício considerando que ainda existe a necessidade de pagar os juros.

E quais são as desvantagens?

É claro que as desvantagens também são os juros, que podem acabar sendo muito altos se você não prestar atenção corretamente no pagamento a ser feito.

Ele é mais indicado quando você não possui uma reserva de emergência e tem grande necessidade de obter o item ou serviço, já que os juros podem causar complicações na saúde da sua conta no futuro.

Agora você tem a resposta para sua pergunta, e conheceu mais sobre essa modalidade de transação bancária, sabendo melhor como funciona.

Além de entender mais sobre essa nova modalidade emergente de transferência parcelada por cartão de crédito, assim como suas vantagens ou desvantagens, como funciona e o que realmente é.

Escrito por Izabelle