Recebimento de dinheiro do exterior – Entenda como funciona

Conforme uma pesquisa feita pela Global Workplace Analytics, desde o começo do ano de 2020 o número de pessoas trabalhando de forma remota no planeta, cresceu cerca de 140%. Este e outros dados comprovam a importância em entender sobre o recebimento de dinheiro do exterior.

Anúncios

Isso porque diversos brasileiros vêm recebendo oportunidades de ouro em empresas estrangeiras e gostariam de saber como receber o valor de forma segura e legal.

Portanto, prossiga a leitura e entenda todas as informações sobre o tema a seguir:

Esta é uma alternativa legal?

Em primeiro lugar, deixe-nos esclarecer uma das principais dúvidas:

Sim! Porém, é importante que você esteja atento com relação aos impostos:

Quando recebe dinheiro do exterior paga imposto?

Provavelmente é necessário pagar por impostos para o recebimento de dinheiro do exterior.

Anúncios

Por exemplo, o Imposto de Renda, um tributo federal aplicado sobre os rendimentos de uma pessoa e a sua evolução patrimonial, pode ser cobrado.

Dessa forma, quem tem um salário anual acima de R $28.559,70, bem como rendimentos de investimentos anuais a partir de R $40 mil, devem fazer a declaração.

Também vale encaixar o público que exerce atividade rural e tem renda bruta maior que R $142.798,50.

Por fim, aquele que tem ganho em bolsa de valores, bens e direitos, bem como condição de residente no Brasil, precisa fazer a declaração.

Em segundo lugar, pode haver a cobrança do IOF que também é um tributo federal cobrado em operações de crédito, câmbio, seguro, dentre outros.

Dessa forma, como IOF para o recebimento de dinheiro do exterior, é cobrado 0,38% caso o valor tenha sido transferido entre contas de titulares diversas ou 1,1% caso a transação tenha sido feita entre contas da mesma titularidade.

Vale destacar que você não precisa se preocupar com o pagamento deste imposto, tendo em vista que a retenção é feita pela própria instituição financeira.

Ou seja, o pagamento é feito automaticamente.

Por fim, entenda que é possível a cobrança de outros tipos de impostos, incluindo o ISSQN (imposto sobre serviço de qualquer natureza), COFINS (contribuição para o financiamento da seguridade social) e PIS/PASEP.

Caso você suspeite de que precise pagar por um destes três últimos impostos, é fundamental a procura por um profissional.

Quantos dias para o recebimento de dinheiro do exterior?

Logo depois de fazer uma transferência por meio de um banco do exterior para o Brasil, é comum que o valor seja compensado na conta bancária do beneficiário somente após 2 ou 3 dias úteis.

Mas, tenha em mente que alguns fatores podem influenciar com relação a quantidade de dias para o recebimento.

Por exemplo, caso o valor enviado seja alto, é preciso um tempo maior para verificar as informações da remessa, assim como os dados do remetente e do beneficiário.

Por outro lado, a moeda pode influenciar na demora para o recebimento de dinheiro do exterior.

Dessa forma, as transferências com câmbios populares como o dólar americano e o euro, costumam ser mais rápidas do que a transferência de renminbi, que seria a moeda da China.

O método de pagamento é outro fator que pode influenciar.

O tempo de processamento de uma transferência eletrônica é diferente em comparação ao pagamento realizado com boleto bancário ou até mesmo um cartão de crédito.

Além disso, os bancos só recebem e enviam as transferências internacionais quando estão abertos, isso significa que o fuso horário é outro fator que deve ser analisado.

Por fim, conforme o dia da semana em que a transação é feita, o recebimento pode ser ainda mais demorado.

Ou seja, em finais de semana ou feriados, o valor demora um tempo a mais para cair na conta.

Opções para recebimento de dinheiro do exterior

Bom, a alternativa mais simples seria a de receber as transferências internacionais através de uma conta bancária de um banco tradicional brasileiro.

Dessa forma, basta que o beneficiário tenha uma conta ativa e indique dados bancários ao remetente, incluindo o número da conta e da agência, nome do banco, código SWIFT, nome completo e o tipo de conta.

Nesse sentido, o remetente também precisa de uma conta bancária ativa no exterior a fim de realizar a operação.

Aqui vai uma dica para os que optarem por esta opção: fique atento às taxas que o remetente pagará para enviar os recursos.

Em alguns casos, a taxa de fato é alta, fazendo com que os brasileiros optem por outras alternativas.

Dentre elas, vale destacar algumas plataformas digitais que trabalham com os processos mais simples para o recebimento de dinheiro do exterior, além de terem taxas mais acessíveis.

Além disso, este tipo de plataforma garante o dinheiro mais rapidamente, porque o processo é feito pela internet e o dinheiro cai de forma direta na conta do beneficiário.

Wise

Bom, esta é uma das principais plataformas que conta com o serviço de transferência internacional.

Portanto, está entre as melhores opções por ser econômica.

Isso porque a conversão das moedas é feita com o câmbio comercial, sem taxa extra.

Sendo assim, além de um valor acessível para o recebimento de dinheiro do exterior, entenda que há a possibilidade de receber de forma direta em sua conta bancária.

Então, como funciona a transferência de recursos por meio desta plataforma?

Bom, é necessário fazer o cadastro de forma gratuita e depois, dá para iniciar a transferência e fazer o pagamento online.

Como resultado, o método de pagamento pode variar conforme o país do remetente.

A Wise faz a conversão de moeda usando o câmbio comercial do momento, sem taxa extra sobre o valor da cotação.

Através de outra transação local, o valor é enviado para a conta bancária de destino como uma transferência TED no próprio país.

Isso é feito com o objetivo de baixar o valor das taxas que estão relacionadas às transferências internacionais, incluindo SWIFT.

Portanto, caso tenha qualquer dúvida sobre o recebimento de dinheiro do exterior por meio da Wise, basta visitar este link.

Saiba também como se preparar financeiramente para as férias.

Escrito por Luciana Sampaio

Entusiasta de novas tecnologias e da escrita, encontrou no Jornal útil a oportunidade de escrever sobre temas do seu interesse que englobam o mercado financeiro.