Incêndios na Austrália: Marinha resgata pessoas de Mallacoota

0
153

A marinha australiana evacuou cerca de 1.000 turistas e moradores que estavam presos na cidade devastada pelo fogo de Mallacoota, na costa de Victoria.

Durante toda sexta-feira, as embarcações de desembarque levaram as pessoas a dois navios – MV Sycamore e os HMAS Choules, muito maiores.

Um deputado local, Darren Chester, chamou de “uma realocação em massa sem precedentes de civis”.

Cerca de 4.000 moradores e turistas fugiram para a praia na noite de segunda-feira, quando incêndios florestais cercaram a cidade.

Os evacuados serão levados para Western Port, informou a marinha – cerca de 16 horas de viagem pela costa.

Com as estradas cortadas, os militares evacuaram cerca de 60 pessoas de helicóptero na quinta-feira. Até agora, o ar estava muito esfumaçado para mais evacuações.

A evacuação foi voluntária. Na noite de quinta-feira, 963 havia se inscrito para os barcos, com mais alguns na manhã de sexta-feira, disse o comandante Scott Houlihan.

O navio maior, o HMAS Choules, tem “algumas centenas de camas”. Outras viagens são possíveis, dependendo da demanda.

Os evacuados foram autorizados a levar seus animais de estimação no navio.

O primeiro-ministro de Victoria, Daniel Andrews, declarou estado de desastre para seis áreas e resorts, incluindo Mallacoota.

“Algumas pessoas vão querer ir, outras ficarão felizes em ficar”, disse ele sobre a evacuação.

Prevê-se altas temperaturas e ventos fortes para o fim de semana, levando ao que as autoridades chamam de “amplo perigo extremo de incêndio”.

Em outras partes de Victoria, as pessoas eram instadas a evacuar por estrada em comboio . Havia também grandes filas nas estações ferroviárias .

“Prevê-se que tempestades secas cheguem ao estado e o potencial de descargas elétricas”, alertou na sexta-feira Andrew Crisp, comissário de gerenciamento de emergências de Victoria.

Ele pediu às pessoas que saíssem o mais rápido possível.

“Esta é sua oportunidade de sair”, disse ele. “Não são apenas os incêndios que conhecemos. São os novos incêndios que podem começar hoje.”

Milhares de pessoas também estão fugindo de partes da vizinha Nova Gales do Sul, onde um estado de emergência de uma semana está em vigor.

Desde setembro, os incêndios mataram pelo menos 20 pessoas nos dois estados e dezenas continuam desaparecidas.

Até agora, os incêndios destruíram mais de 1.300 casas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here