Trump designará cartéis mexicanos de drogas como terroristas

0
167

Os EUA designarão legalmente cartéis mexicanos de drogas como grupos terroristas, diz o presidente Donald Trump.

A medida permitiria um escopo mais amplo da ação dos EUA. Trump também disse que havia dito ao México que os EUA estavam prontos para “entrar e limpar” os cartéis.

Em resposta, o ministro das Relações Exteriores do México disse que seu país não permitiria nenhuma “violação da soberania nacional”.

No início deste mês, Trump prometeu “fazer uma guerra contra os cartéis de drogas” depois de um ataque mortal a cidadãos americanos no México.

As vítimas – três mulheres e seis crianças que eram mórmons de dupla nacionalidade americana – mexicana – foram mortas em uma emboscada enquanto viajavam por uma área remota do norte do México em 4 de novembro.

Autoridades disseram que pode ter sido um caso de identidade equivocada, mas parentes das vítimas disseram que os assassinos deviam saber a quem estavam atacando.

Após o ataque, a comunidade das vítimas, os LeBarons, pediram à Casa Branca que listasse os cartéis como grupos terroristas , dizendo: “Eles são terroristas e é hora de reconhecê-lo”.

O que Trump disse?
A figura da mídia conservadora Bill O’Reilly perguntou na terça-feira ao presidente Trump se ele iria designar os cartéis como grupos terroristas e “começar a atacá-los com drones”.

O presidente disse: “Eles serão designados … Eu tenho trabalhado nisso nos últimos 90 dias. Você sabe, a designação não é tão fácil, você precisa passar por um processo, e nós estamos bem nesse processo”.

Ele acrescentou que havia dito ao presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador que os EUA estavam dispostos a iniciar operações contra os cartéis no México.

“Eu já ofereci a ele que nos deixasse entrar e limpá-lo e ele até agora rejeitou a oferta, mas em algum momento algo precisa ser feito”, disse Trump.

O que significaria a designação?
Quando um grupo é designado como organização terrorista nos EUA, torna-se ilegal para as pessoas nos EUA oferecerem conscientemente apoio.

Seus membros também estão proibidos de entrar nos EUA. Se eles já estão nos EUA, podem ser deportados.

Se as instituições financeiras descobrirem que têm fundos conectados ao grupo, deverão bloquear o dinheiro e alertar o Departamento do Tesouro dos EUA.

Alguns analistas sugerem que a designação poderia afetar o fornecimento de armas aos cartéis dos EUA.

No início deste ano, um estudo do governo dos EUA localizou mais de 150.000 armas de fogo, incluindo espingardas de assalto, de criminosos mexicanos a lojas de armas e fábricas nos EUA.

Sob as leis antiterror, aqueles que compram armas nos EUA para os cartéis podem sofrer penalidades muito mais pesadas.

Outros analistas sugerem que essa designação poderia complicar possíveis negociações do governo mexicano com cartéis, bem como os esforços de agências e ONGs dos EUA para apoiar movimentos de paz.

Como o México respondeu?
O ministro das Relações Exteriores, Marcelo Ebrard, disse que o México deixou claro aos EUA sua rejeição a qualquer violação de sua soberania. Ele também disse que o México estava comprometido em combater o crime organizado transnacional.

“O respeito mútuo é a base da cooperação”, afirmou Ebrard.

Uma declaração do Ministério das Relações Exteriores disse que Ebrard discutirá a questão com o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here