Como se organizar financeiramente? Veja essas dicas!

Aprender a como se organizar financeiramente é extremamente importante a partir do momento em que você começa a ganhar o seu próprio dinheiro, arcar com contas e comprar coisas.

Anúncios

É com essa organização que você sempre vai saber quanto realmente pode gastar, sem que falte para alguma conta, fatura ou boleto que está precisando pagar.

Ou seja, é uma forma muito mais consciente de usar o seu dinheiro e ainda fazê-lo render.

9 dicas de como se organizar financeiramente

Agora, vamos conferir as principais dicas que você pode aprender sobre como se organizar financeiramente e nunca mais ficar no vermelho.

1 – Analise suas despesas, entradas e gastos

Em um primeiro momento, o que deve ser feito é analisar quais são as entradas, ou seja, o seu salário.

Anúncios

Em seguida coloque na ponta de um lápis todas as despesas que você tem, pode ser aluguel, IPTU, compras de comida da casa, água, luz, gás e outros indispensáveis para a sua qualidade de vida.

Enquanto os gastos se trata do que você compra e gasta e que não são indispensáveis.

Faça uma lista com tudo o que você gasta e tem de despesa, dessa forma você tem uma visão muito mais geral de onde seu dinheiro realmente está indo.

2 – Controle de gastos

Outra forma é fazendo o controle de gastos, ou seja, você deve ter em mãos, ou em um papel, todas as datas de pagamento dos seus cartões, faturas e boletos.

Para ter um panorama do que você realmente vai precisar, você pode ter que criar uma planilha com o Google Spreadsheets ou com outra ferramenta.

Nela você pode ter todas as entradas, saídas e datas que devem ser pagas as suas contas, é uma ótima forma de saber como se organizar financeiramente de forma inteligente.

3 – Entenda a sua realidade

Tenha em mente o quanto você recebe e o quanto você gasta, não deixe que ao final do mês chegue em uma conta negativa.

Então quando estiver gastando, tende manter em mente que você não pode comprometer grande parte do seu salário com gastos desnecessários, já que o valor comprometido pode ser necessário para uma emergência.

4 – Orçamento mensal em categorias

Nessa dica de como se organizar financeiramente, trazemos a ideia de criar um orçamento mensal dividido em categorias.

Podem ser categorias como alimentação, lazer, vestuário, coisas para casa e outros. O ideal é que se tenha um orçamento definido, mas conforme os meses vão mudando você pode preferir mudar como quiser.

Você pode usar também o método 50 – 30 – 20, que foi criado por uma professora de direito anos atrás.

A ideia é que você divida a renda líquida mensal que recebe em três partes, nela 50% vai para gastos fixos, como energia elétrica, água, moradias e outros.

Já 30% se destina para gastos variáveis que não são essenciais para a sua sobrevivência.

Enquanto os 20% são destinados a uma reserva financeira, visando seus projetos futuros e emergências que podem vir a acontecer.

5 – Metas para economizar

Desenvolver metas a longo prazo para que economizar se torne mais fácil, com um objetivo à frente não é uma tarefa muito difícil de fazer.

Pense em tudo que você pretende fazer, como viagens, tirar carteira, economizar para um novo celular e outros.

Com isso, pense em quanto você quer guardar e defina essa quantia colocando como se fosse um gasto mensal.

6 – Evite gastos desnecessários

Evitar gastos desnecessários é um passo importante para manter suas finanças pessoais em ordem e alcançar seus objetivos financeiros de longo prazo.

Isso não significa que você precise viver com privações ou cortar todos os gastos que não sejam essenciais, mas sim aprender a priorizar suas despesas e gastar com sabedoria.

Uma das melhores maneiras de evitar gastos desnecessários é pensar antes de comprar. Antes de fazer uma compra, pergunte-se se é realmente necessário e se você pode pagar por ela.

Às vezes, a empolgação do momento pode levar a compras impulsivas que não são realmente necessárias, e que podem prejudicar seu orçamento.

7 – Separe um valor para emergências

Ter uma reserva financeira para emergências é uma das coisas mais importantes que você pode fazer para manter suas finanças em ordem e evitar problemas financeiros no futuro. 

Emergências, como uma perda de emprego, problemas de saúde inesperados ou uma grande despesa inesperada, podem acontecer a qualquer momento e podem afetar significativamente suas finanças se você não estiver preparado.

8 – Use a tecnologia ao seu favor

A tecnologia se tornou uma ferramenta fundamental para a gestão financeira pessoal, e pode ajudar você a economizar tempo e dinheiro, além de manter suas finanças organizadas e sob controle.

Existem várias maneiras de usar a tecnologia ao seu favor para gerenciar suas finanças, como aplicativos de orçamento, serviços bancários online, plataformas de investimento e muito mais.

9 – Estude educação financeira

Estudar educação financeira é uma etapa crucial para quem deseja gerenciar suas finanças pessoais de maneira eficaz.

A educação financeira envolve o conhecimento e a compreensão de conceitos financeiros básicos, como orçamento, poupança, investimento, dívida, crédito, seguros e muito mais.

Ao estudar educação financeira, você aprenderá a gerenciar seu dinheiro de forma mais inteligente e eficiente, identificando oportunidades para economizar e investir seu dinheiro com sabedoria.

Educação financeira desde a infância

Saber sobre educação financeira é uma habilidade essencial para todos, e é algo que deve ser ensinado desde a infância. 

Dando a possibilidade de se tornarem adultos mais conscientes com seus dinheiros e gerando hábitos saudáveis.

As crianças aprendem melhor através de exemplos e práticas do que apenas através de palavras. Portanto, os pais e os professores têm um papel importante a desempenhar na educação financeira das crianças.

Eles podem usar atividades práticas, jogos e histórias para ensinar conceitos financeiros básicos, como orçamento, poupança e investimento.

Como um pai ou mãe, você pode começar ensinando as crianças dando dinheiro para elas por pequenas tarefas, como cuidar dos animais de estimação, lavar a louça, guardar seus brinquedos e outras atividades mais simples.