CPF pode ser bloqueado por dívida? O que diz a lei?

Será que o CPF pode ser bloqueado por dívida? Nós vamos responder essa e outras questões nesse artigo hoje, além de trazer o parecer da lei do que diz a respeito disso.

Anúncios

Hoje iremos entender em que situações o CPF pode acabar sendo bloqueado e o que deve ser feito caso isso aconteça.

Como saber se o CPF está bloqueado?

Para saber se o seu CPF consta como situação de bloqueio, é necessário acessar o site da Receita Federal.

Na página de Comprovante de Situação Cadastral no CPF você deve colocar o número do seu CPF junto da data de nascimento, comprove que é humano como CAPTCHA e consulte o documento.

A situação deve estar como “regularizada”, caso esteja como “pendente de regularização”, ou “cancelado”, você precisará tomar medidas que levem a normalidade novamente. 

Anúncios

O CPF pode ser bloqueado por dívida?

Se você tem uma dívida em andamento pode estar com algumas dívidas, como se o CPF pode ser bloqueado por dívida, certo?

Mas não se preocupe, nós vamos te ajudar a entender sobre isso e o que realmente acontece.

Começando com a resposta simples para a pergunta se o CPF pode ser bloqueado por dívida. Não, ele não pode, mas depende da situação da dívida e do credor.

Se for definido de forma judicial que o CPF deve ser suspenso ou bloqueado, ele irá fazer.

Mas geralmente isso acontece quando a dívida é com o Governo Federal relacionada à execução fiscal.

O bloqueio do CPF por dívida é uma prática ilegal, que pode ser considerada uma violação dos direitos do consumidor.

A Lei nº 12.414/2011 estabelece que as empresas de crédito e os órgãos de proteção ao crédito (como SPC) podem incluir informações negativas sobre dívidas no CPF do consumidor, mas não podem bloquear ou suspender o número.

O que acontece se o CPF for bloqueado?

O CPF é o Cadastro de Pessoa Física, um número de identificação único para cada pessoa no Brasil, que é usado para diversos fins, incluindo abertura de contas bancárias, obtenção de crédito, pagamento de impostos, entre outros.

Então quando ele é suspenso ou bloqueado, o cidadão pode se encontrar em várias situações difíceis e impedido de fazer uma série de atividades.

Quem tem seu CPF bloqueado não pode abrir contas em bancos, dar início a financiamentos, vender um imóvel  e também não pode receber nenhum prêmio de loteria ou mega sena.

Quando o CPF é bloqueado?

Se o seu CPF está bloqueado, significa que perante a Receita Federal e o Governo, você teve seu Cadastro de Pessoa Física suspenso e que por conta disso, não poderá fazer uma série de atividades.

E existem algumas situações em que seu CPF é bloqueado e sabendo os motivos, é mais fácil de lidar com a situação.

A primeira causa de bloqueio e a mais comum é a morte, quando alguém morre o atestado de óbito vai ser emitido e com isso o CPF é automaticamente bloqueado, e quando for consultado aparecerá um aviso de falecimento.

Outro motivo pode ser inconsistência cadastral, se a Receita Federal achar que os seus dados estão errados ou que algo está faltando, o seu CPF será bloqueado.

Em terceiro lugar, um motivo que pode levar a ausência ou bloqueio do seu CPF é a ausência nas eleições.

Como sabemos, é obrigatório participar das eleições municipais, estaduais ou federais, e se você não conseguiu é preciso fazer a justificativa. Caso contrário o CPF é bloqueado, então lembre-se de regularizar a situação.

Em quarto lugar, um assunto que aflige muitos brasileiros: o imposto de renda. Se ele não for declarado, o CPF também poderá ser bloqueado até que seja resolvido.

E por fim, a inadimplência que nesse caso não vai bloquear o seu CPF, mas sim deixar seu nome sujo e irá gerar problemas em várias situações que você precise fazer.

Como fazer a regularização?

Para que você possa regularizar a situação do seu CPF, primeiro você precisará saber como ele está então faça essa consulta primeiramente.

Você precisará também identificar por que ele está cancelado ou bloqueado, isso pode ser por uma série de motivos.

Caso tenha inadimplência, busque quitar suas dívidas o mais rápido possível, já para caso de informações erradas, você precisará atualizar todos os seus dados em um posto da Receita Federal ou no site deles.

Se o motivo do seu CPF está bloqueado por algum tipo de pendência fiscal, você poderá fazer a regularização no portal e-CAC da Receita Federal, é bem simples de se fazer.

É importante ressaltar que o desbloqueio do CPF pode levar alguns dias após a regularização das pendências. Por isso, é importante manter as contas em dia e evitar o acúmulo de dívidas para evitar futuros bloqueios.

Como evitar o bloqueio?

Para evitar que aconteça bloqueio por inadimplência ou problemas fiscais, é importante manter as contas em dia e adotar medidas preventivas, como um bom planejamento financeiro.

É necessário ter um controle das finanças, fazendo um orçamento e priorizando o pagamento das dívidas em atraso.

Além disso, é importante negociar as dívidas com os credores e evitar o uso excessivo do cartão de crédito e cheque especial, que podem gerar dívidas com juros elevados.

Outra medida importante é acompanhar as informações em seu CPF e regularizá-las em caso de pendências.

Para isso, é possível consultar gratuitamente o site do Serasa ou do SPC. Dessa forma, é possível identificar possíveis fraudes e evitar que dívidas sejam contraídas em seu nome.

Por fim, é importante destacar que, caso o cidadão tenha dificuldades para quitar suas dívidas, é possível buscar orientação de um profissional ou instituição financeira para ajudá-lo a encontrar a melhor solução.

Seguindo essas medidas preventivas, é possível evitar o bloqueio do CPF e manter a vida financeira regularizada.

Agora que você sabe que o CPF pode ser bloqueado, mas vai depender e muito da situação, é importante tomar medidas para ter controle das suas contas e finanças.

Não deixe que as contas e dívidas comecem a acumular e possam gerar problemas no futuro.

E por mais que pareça fácil, a regularização pode levar tempo, muitas medidas e ainda gerar prejuízo para você.