Quanto vale as moedas das olimpíadas? Descubra agora!

Já se perguntou quanto vale as moedas das olimpíadas? Elas são especiais e possuem certo valor para colecionadores.

Anúncios

Diferentemente das moedas comuns, essas possuem certos padrões diferentes com tema de Olimpíadas.

Por isso, muitas pessoas acabam pesquisando na internet, quanto vale as moedas das Olimpíadas. Grande parte das pessoas que possuem essas moedas, não sabem o valor estimado aos quais elas podem chegar. 

E é isso que iremos conferir hoje:

Você sabe quanto vale as moedas das olimpíadas?

Em 2014, foram colocadas em circulação as moedas das Olimpíadas de 2016 pelo Banco do Brasil.

Anúncios

Elas foram lançadas em quatro conjuntos de quatro, cada uma representando uma característica diferente das Olímpiadas.

Ao todo foram 20 milhões de moedas com 16 diferentes padrões, mas todas moedas de R$1 real, e hoje em dia, muito valiosas para colecionadores ou interessados.

A verdade é que com o passar do tempo, os itens que um dia foram comuns, se tornam raros e valiosos, assim como essas moedas.

E para saber quanto elas valem, precisamos entender que na verdade, elas não possuem um valor específico avaliado em mercado.

Elas vão valer o quanto as pessoas que estiverem interessadas, estiverem dispostas a pagar por elas.

Em alguns sites é possível encontrar kits com todas as moedas que podem valer até R$7 mil.

Sendo assim, as moedas chegaram em um valor de aproximadamente R$430 cada uma delas.

E é claro que uma delas teria que ser a mais rara de todas, nesse caso é a da Bandeira Olímpica, sendo uma das mais valiosas das coleções.

A Casa da Moeda do Brasil, possui um site chamado Clube da Medalha do Brasil, lá é possível encontrar moedas de ouro, prata e bronze. 

Quais são elas?

Como mencionamos, as moedas foram lançadas em quatro conjuntos de quatro moedas de R$1 real.

Em 2014, foram lançadas as moedas de atletismo, natação, paratriatlo e de golfe. Já em 2015, foram lançados dois conjuntos de moedas, as de vela, paracanoagem, rúgbi, futebol, voleibol, atletismo paralímpico e a de judô.

E por fim, o último conjunto de moedas foi lançado em 2016, sendo as de natação paralímpica, o mascote Vinicius, mascote Tom e a bandeira olímpica.

Elas foram feitas com o núcleo em aço inox e seu anel em aço revestido. Pensando nos colecionadores, o Conselho Monetário Nacional emitiu moedas especiais, feitas em ouro e prata, sendo elas 4 de ouro e 16 em prata.

Existem outras moedas especiais?

Sim, existem outras moedas especiais produzidas pela Casa da Moeda e por outras instituições.

A moeda de R$1 real como conhecemos hoje só esteve vigente a partir de 01/07/1994, então qualquer moeda especial só poderia ser lançada depois disso.

Em 1998, por exemplo, entrou em circulação a moeda de comemoração ao cinquentenário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, ela é uma das mais raras.

Foram produzidas apenas 600 mil unidades delas, o que é uma das menores tiragens feitas até hoje, por isso ela acaba sendo tão valiosa.

Porém, o valor dela, que pode chegar a R$300 reais, vai depender do estado de conservação em que se encontra.

Em 2005 foram colocadas em circulação as moedas do 40° aniversário do Banco Central. Foram lançadas em setembro de 2005, e geralmente podem ser encontradas com valores que giram em torno de R$100.

Em seguida vieram as moedas das Olimpíadas, foram 20 milhões de moedas com 16 diferentes padrões em distribuição.

Elas podem valer de R$15 a R$25 reais dependendo do estado, mas também podem chegar em valores na casa dos mil.

As moedas de R$1 real de Juscelino Kubitschek, lançadas em comemoração aos 100 anos do ex-presidente do Brasil. Ela teve uma tiragem de 50 milhões de moedas, e mesmo assim é uma das mais difíceis de se encontrar.

Outra moeda que se tornou valiosa, apesar de não ser relacionada a nenhuma data comemorativa, é a moeda de R$1 real de 1999.

Elas acabaram se tornando raras e valiosas aos colecionadores porque tiveram uma baixa tiragem, foram feitas apenas 3,84 milhões de unidades.

Por fim, existe a moeda do Bicentenário da Proclamação da República, elas foram lançadas em 2022, mas não para entrarem em circulação, e sim para serem compradas.

Foram duas moedas para essa data comemorativa, uma feita em prata e outra em cuproníquel, a de prata é uma moeda de R$5 reais, enquanto a de cuproníquel é uma de R$2 reais.

Elas estão a venda no site Clube da Medalha, a de R$5 reais pode ser encontrada por R$420, enquanto a de R$2 reais foi vendida pelo valor de R$34.

Por que são diferentes?

As moedas comemorativas são criadas pelo Banco Central em parceria com a Casa da Moeda, claro.

Elas são feitas para a celebração de eventos relevantes ao país, além de marcarem histórias e preservar a cultura.

Quando não são colocadas em circulação, elas podem ser adquiridas em sites como o Clube da Medalha, sendo escolhida principalmente por colecionadores e entusiastas.

Onde vender as moedas das Olimpíadas?

É fácil encontrar colecionadores interessados nas moedas, mas isso também vai depender dos valores delas.

Sendo assim, você poderá vender em lojas como Enjoei, lojas de antiguidade, leilões específicos.

Assim como em grupos do WhatsApp relacionados a esse meio, ou em grupos do Facebook. Muitas moedas podem ser encontradas para comercialização na Amazon e no Mercado Livre também.

Sendo assim, existem diversas opções de onde colocar o seu anúncio para venda das moedas, e mais importante que isso, saiba negociar muito bem o preço para que não passe a perna em você.

Você sabia quanto vale as moedas das Olimpíadas? E que seu valor é mais do que apenas monetário, sendo uma grande raridade para a nossa cultura e país.

Agora, confira se você possui alguma das moedas citadas no artigo, se elas são legítimas e estão em bom estado. Vale lembrar que quanto melhor o estado da sua moeda, mais bem avaliada será o valor dela.