O PIX não caiu na conta o que devo fazer nessa situação?

O sistema de transação entre bancos é um sucesso entre seus usuários por conta da praticidade e rapidez, mas ainda gera muitas dúvidas como por exemplo: o PIX não caiu na conta o que devo fazer?

Anúncios

Com o objetivo de assumir a posição do DOC e do TED, o PIX passará a ser o método mais prático de transferência do dinheiro entre as contas, mas como fazer se o valor não cair na hora como deve ser?

Aqui você vai encontrar a resposta!

Mas o PIX costuma cair na hora ou não?

O Banco central recomenda que se aguarde por pelo menos 1 hora após o envio, pois algumas transações podem ser retidas e analisadas por suspeita de fraude.  

Se passado esse tempo e o pix não caiu na conta ainda, o ideal é entrar em contato com o banco onde se é cliente para obter suporte sobre oque supostamente pode estar acontecendo.

Possíveis motivos porque o PIX não caiu na conta

Existem vários motivos porque o PIX não caiu na conta, então não é preciso entrar em pânico até analisar todas as possibilidades.

Anúncios

Os principais motivos porque o PIX não caiu na conta:

  • Instabilidade no sistema do seu banco;
  • Instabilidade no sistema PIX;
  • Problemas com o sinal de internet;
  • Complicações do seu aparelho celular.

O Banco Central coloca a maioria desses problemas como PIX em Processamento, que é quando existe alguma inconsistência no sistema fazendo com que a conclusão do pagamento demore mais um pouco.

Além das opções citadas acima, existem casos em que as transferências são de valores mais altos e por esse motivo, a instituição exige esse tempo para avaliar se não existe uma possível fraude.

E por fim, mas não menos importante, é preciso ficar atento aos limites de valores e horários que foram exigidos após vários casos de fraude com o PIX, já que sua facilidade está atraindo criminosos para aplicar golpes.

Quais os golpes mais comuns do PIX falso?

  • Clonagem de perfil do WhatsApp ou Telegram

Um método já bastante usado pelos golpistas, onde conseguem clonar o perfil dos usuários nos aplicativos e pedem transferências via PIX para familiares e amigos, normalmente alegando uma situação de emergência ou pedindo um empréstimo prometendo devolver quando possível.

  • Perfil falso

Semelhante a clonagem de perfil, porém, ao invés de clonar o número, os criminosos criam um novo número usando a foto e o nome da vítima.

Neste golpe os criminosos, se fazem passar pela vítima, alegam ter mudado de número de telefone. Após convencer as pessoas, alegam estar em situação de emergência e que precisam de uma determinada quantia via PIX para solucionar um problema.

  • Bug do PIX

O “bug do PIX”, conhecido também como “falha do PIX” é o golpe que promete beneficiar a vítima, os golpistas utilizam mensagens por e-mail, SMS ou anúncios na internet alegando haver uma falha no sistema.

Neste caso a vítima é atraída pela promessa de receber o dobro do valor enviado para uma determinada chave PIX.

  • Central de atendimento falsa

Um método utilizado por cibercriminosos que em algum momento entram em contato com a vítima se passando por um funcionário bancário e solicitando uma atualização e cadastro.

Essa atualização nada mais é do que um formulário onde conseguem as informações da vítima como dados bancários, CPF e senha, tendo acesso liberado ao internet banking onde utilizam disso para fazer transferências via PIX para suas próprias contas.

  • Compras em sites falsos

O PIX permite além de transferências, pagamentos diretos em estabelecimentos, desta maneira os golpistas enviam e-mails ou SMS que direcionam o usuário para um site que se passa por uma grande loja.

O atrativo principal é a promessa de um preço em determinado produto bem mais barato do que o normal, mas sendo exclusivo para pagamento no PIX.

Uma opção diferenciada de transação via PIX está nas contas digitais que fazem a operação com cartão de crédito, mas também exigem atenção.

É possível fazer PIX com o cartão de crédito?

Pode parecer estranho pensar nessa possibilidade, já que ter limite disponível no cartão não significa ter dinheiro na conta, mas alguns bancos oferecem esse serviço como uma espécie de “empréstimo”, sendo o valor do PIX descontado na fatura mensal do cartão.

Mas fique atento! Diferente do PIX comum o qual não gera nenhum tipo de taxa, no PIX com o cartão de crédito existe o pagamento de uma porcentagem de taxa de serviço, o qual pode variar entre 3,99% e 9,9%.

Quais bancos oferecem PIX com o cartão de crédito?

Não são todos os bancos que oferecem essa opção, mas confira abaixo alguns deles:

  • Nubank

É possível usar o limite do cartão de crédito em pagamentos por PIX tanto para pessoas físicas, quanto jurídicas e os valores serão recebidos na hora, mas o cliente pagará em uma única parcela ou em até 12x na fatura.

  • Digio

No caso do cliente possuir essa opção, o banco digital irá disponibilizar no aplicativo, no caso contrário ela aparecerá como indisponível.

  • PicPay

No PicPay não é possível usar essa forma de pagamento transferindo para o mesmo CPF, sendo assim, para fazer um PIX da sua conta PicPay para sua conta de outro banco, será preciso usar o saldo disponível na carteira.

Conclusão

Agora você já sabe porque o pix não caiu na conta e os principais motivos!

O PIX é uma maneira segura de pagamento, mas é necessário atenção na hora de fazer as transações e cuidado para não cair em golpes, então proteja seus dados, desconfie de mensagens suspeitas que solicitem dados pessoais ou bancários.

No caso de duvidas sobre valores, limites ou demora do pagamento, o ideal é entrar em contato com a central do seu banco.

Escrito por Jaqueline Karl

Formada em Pedagogia, pós graduada em Neuropsicopedagogia e apaixonada por escrita e leitura.