Conta Digi+ – 5 diferenciais em fazer a abertura  

A Conta Digi+ é uma alternativa interessante, tendo em vista que tudo pode ser resolvido por meio da internet.

Anúncios

Nesse sentido, ao baixar o app, você pode acompanhar os gastos, pagar contas, fazer transferências, dentre outros.

Prossiga e saiba os demais diferenciais:

Qual banco pertence o Digimais?

Antes que você conheça mais sobre a Conta Digi+, incluindo os requisitos de solicitação, deixe-nos falar mais sobre a instituição financeira:

Digimais é o antigo Banco Renner, que foi fundado no ano de 1981.

Quem é o dono do banco DIGI+?

Anúncios

Atualmente, o banco pertence a Edir Macedo, sendo controlado pelo Grupo Record.

Foi a partir de 2009 que o grupo de mídia controlador da RecordTV obteve 40% do banco.

Em 2020, Macedo de fato se tornou o dono da instituição, após comprar o restante da operação que pertencia à família Renner.

Mas, uma característica interessante é que o objetivo inicial era o oferecimento de financiamento de veículos e crédito consignado.

Sendo assim, mais tarde a empresa desenvolveu novos produtos inovadores, incluindo a conta e cartão de crédito.

Principais diferenciais da Conta Digi+

  • Opções de cartão de crédito com vantagens exclusivas como o uso no exterior;
  • Investimentos para aumentar seu patrimônio pessoal e familiar;
  • Pagamento de contas e boletos;
  • Pix e transferências;
  • Dinheiro de volta.

O que é preciso para fazer a abertura?

Somente pessoas físicas, residentes e domiciliadas no Brasil, podem fazer a abertura da conta Digi+.

Vale mencionar que esta é uma opção de conta individual, por isso, o cliente não pode transformá-la em conta conjunta.

Além disso, para a comprovação de informações, é possível que o banco solicite alguns dos seus documentos como RG ou CNH, e CPF.

Não serão aceitos documentos com indícios de adulteração, cortados, rasgados, rasurados, desfocados, com partes obstruídas ou apagadas.

Portanto, clique no botão abaixo e abra sua conta:

Escrito por Luciana Sampaio

Entusiasta de novas tecnologias e da escrita, encontrou no Jornal útil a oportunidade de escrever sobre temas do seu interesse que englobam o mercado financeiro.