Aumento das taxas Mastercard – Como afeta as suas finanças 

O aumento das taxas Mastercard causa um impacto negativo para as empresas que vendem pela internet, tendo em vista que estas taxas incidem sobre operações no ambiente digital.

Anúncios

Além disso, as novas taxas podem afetar os clientes, pois de acordo com os dados divulgados em novembro de 2021 pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), as compras feitas com cartão de débito, crédito e pré-pago, alcançaram o valor de R$ 687,3 bilhões no terceiro trimestre.

Entenda a seguir o motivo do aumento e quais os resultados para as suas finanças.

Por que o aumento das taxas Mastercard?

Em primeiro lugar, devemos esclarecer o que seria a taxa MDR ou Merchant Discount Rate, que significa taxa de desconto do comerciante.

Esta taxa é cobrada pela credenciadora que oferece o serviço de pagamento via cartão no e-commerce. Como resultado, sobre toda a transação incide a cobrança de um percentual que representa a MDR.

Caso não saiba, adquirentes ou credenciadoras são responsáveis por cadastrar um estabelecimento para que este seja apto a ter o cartão como uma forma de pagamento.

Anúncios

Também capturam as compras através de um ponto de venda como as maquininhas.

Assim, o valor da taxa é usado para diversos fins.

Por exemplo, a remuneração do banco emissor do cartão, bandeira e é claro, da credenciadora.

Isso faz com que o MDR seja composto por outras taxas, incluindo a de intercâmbio.

E o aumento das taxas Mastercard ocorreu, tendo em vista que a taxa de intercâmbio é regulada pelas bandeiras.

Como o aumento pode afetar minhas finanças?

Ainda falando acerca da pesquisa da Abecs que foi citada na introdução, vale destacar o seguinte:

Houve um aumento de 35,8% nas compras com cartão no e-commerce, quando comparamos ao mesmo período do ano de 2020.

Ou seja, os cartões estão se tornando uma das principais formas de pagamento e com o aumento das taxas, o consumidor é diretamente afetado.

A previsão do aumento é de 0,5% para as transações online feitas no crédito.

Quanto às compras no débito, pode ser de 0,2%.

Em outras palavras, ficará mais caro comprar em uma loja online com o uso do seu cartão.

Os representantes do setor de atacado afirmaram ser inaceitável o aumento das taxas Mastercard, sendo que as empresas de pequeno porte e comerciantes já foram prejudicados pela pandemia e este aumento traria um impacto ainda pior.

Ainda conforme estes representantes, o ajuste pode custar R $604 milhões ao ano para o setor de e-commerce e por isso, o uso da bandeira pode ser repensado.

Conclusão

A Mastercard afirmou que está respeitando os limites estabelecidos pelo regulador.

Além disso, as taxas são pagas para os bancos que emitem os cartões, por isso, a bandeira não obtém nenhuma receita advinda de taxas de intercâmbio.

Para mais detalhes sobre o aumento das taxas Mastercard, indicamos a visita ao site da bandeira.

Neste link, você poderá esclarecer as principais dúvidas quanto ao tema.

Escrito por Luciana Sampaio

Entusiasta de novas tecnologias e da escrita, encontrou no Jornal útil a oportunidade de escrever sobre temas do seu interesse que englobam o mercado financeiro.