Financiamento Imobiliário do Inter – Guia completo

Como funciona Financiamento Imobiliário do Inter?

Inicialmente, saiba que o Financiamento Imobiliário do Inter é uma modalidade de crédito exclusiva para pessoa física.

Anúncios

Funciona da seguinte forma:

Quando um indivíduo pretende obter um imóvel, porém não tem o valor total, é possível financiar.

Dessa forma, o banco quita a dívida com o proprietário do imóvel e o indivíduo que solicitou o financiamento devolve o valor em parcelas mensais ao banco.

Sendo assim, você tem a liberdade de comprar um imóvel novo ou usado, sendo que o banco disponibiliza até 75% do valor.

E este valor pode ser devolvido em até 30 anos.

Anúncios

Portanto, o banco lhe oferece duas alternativas: fazer o Financiamento Imobiliário do Inter pelo SFH ou SFI.

Em primeiro lugar, o SFI seria o Sistema de Financiamento Imobiliário que permite financiar imóveis com valor elevado.

Apesar disso, não há garantia de um teto de juros.

Bem como, o SFH (Sistema Financeiro de Habitação) tem no máximo, 12% de juros ao ano.

Além disso, existe a possibilidade de usar o FGTS como entrada ou na amortização de algumas parcelas.

Dessa forma, dá para usar até 30% da sua renda mensal bruta para conferir condições ainda melhores para o seu financiamento.

Vantagens do Financiamento Imobiliário do Inter

Agora podemos mencionar os motivos pelos quais você deve recorrer ao Inter para fazer o seu financiamento, partindo do cartão Black.

Clientes que solicitam financiamento, têm acesso ao cartão de crédito com 1% de cashback em todas as faturas, além do acesso a salas VIP e experiências incríveis.

Conheça mais informações sobre o cartão aqui.

Além disso, ocorre a migração para o Inter One, permitindo que você tenha um atendimento personalizado.

Bem como, você tem a liberdade de financiar o imóvel para morar com a sua família ou para a sua empresa.

Inclusive, há a possibilidade de fazer o Financiamento Imobiliário do Inter de imóveis usados ou novos.

O valor do ITBI pode ser incluído nas parcelas do crédito para que você tenha maior tranquilidade ao pagar tal imposto.

Por fim, o processo de simulação do crédito e contratação ocorre pela internet, sendo que o banco garante toda a agilidade possível.

Portabilidade de financiamento

Caso você já tenha um financiamento em outro banco, porém acredita que as vantagens acima possam ser mais interessantes em seu caso, é possível solicitar a portabilidade.

Por meio deste processo, a sua dívida é transferida para o banco Inter, sendo que este é um serviço gratuito para financiamentos com saldo a partir de R $100 mil.

Taxas de juros

Conforme o site, os juros do Financiamento Imobiliário do Inter partem de 9,5% ao ano + a taxa referencial (TR).

Portanto, TR representa a Taxa Referencial que serve para corrigir os valores de contrato e investimento e está presente em um financiamento a longo prazo.

Mas, em caso de financiamento de imóveis comerciais, a taxa aplicada seria IPCA ou índice oficial da inflação.

Assim, os juros podem sofrer variações, sendo necessário avaliar bem para definir se é uma boa opção.

Por isso, para imóveis comerciais, a taxa parte de 7,0% ao ano + IPCA.

Apesar disso, saiba que além das taxas, há outros custos relacionados ao Financiamento Imobiliário do Inter.

Dentre eles, podemos destacar o Imposto Sobre Transmissão de Bens (ITBI) que é pago para a Prefeitura local.

O ITBI tem o custo de 2% a 3% do valor do imóvel financiado.

Por outro lado, é preciso pagar pelo Registro do Imóvel em cartório (quase 1% do valor do imóvel).

Enfim, você deve pagar R $1.200 pelo cadastro e R $2.200 pela avaliação do imóvel, totalizando R $3.400.

Ou seja, é interessante entrar em contato com o banco e realizar a simulação.

Somente assim, é possível conferir todas as informações necessárias relacionadas às taxas e custos da operação.

Requisitos do Financiamento Imobiliário do Inter

É preciso que você tenha pelo menos 25% do valor total do imóvel para oferecer como entrada.

Nesse sentido, quando falamos acerca dos documentos, saiba que você precisa apresentar o seguinte:

  • IPTU do imóve, fotos e matrícula que são alguns documentos do imóvel;
  • RG e CPF ou CNPJ do vendedor e do comprovador, além de um comprovante de endereço atualizado com até 3 meses;
  • Comprovante de renda como os extratos bancários dos últimos 3 meses ou holerites, bem como a declaração completa e o recibo de imposto de renda.

Assim, também é possível que documentos complementares sejam solicitados ao decorrer da solicitação do Financiamento Imobiliário do Inter.

Como solicitar

Acesse o site da empresa e concorde com o tratamento dos seus dados para prosseguir.

Depois disso, indique as informações sobre o imóvel, incluindo a localização, valor total e quanto será dado de entrada.

Bem como, informe seus dados para contato e envie os seus documentos pessoais.

Por exemplo, a data de nascimento é um dado fundamental.

Isso ocorre porque, por meio deste dado, o banco define o período adequado de pagamento do financiamento.

Em seguida, você precisa enfrentar a análise de crédito, em que os especialistas verificam a sua documentação.

Além disso, os especialistas preparam a proposta de Financiamento Imobiliário do Inter adequada para o seu perfil.

Assim, um engenheiro vai até o imóvel e faz uma avaliação a fim de definir o valor do bem e as condições de uso.

Por fim, o contrato deve ser assinado 

Simulação da portabilidade

A simulação ocorre pelo site, sendo que você precisa inicialmente indicar os dados do seu imóvel.

Depois disso, informe os dados do seu financiamento e confira o resultado da simulação.

Ao conferir condições mais atrativas, informe seus dados de contato e prossiga com o auxílio da empresa.

Escrito por Luciana Sampaio

Entusiasta de novas tecnologias e da escrita, encontrou no Jornal útil a oportunidade de escrever sobre temas do seu interesse que englobam o mercado financeiro.